População comparece à  Ação Municipal e aprova iniciativa

Os moradores dos bairros da Região do Prosa participaram em massa da primeira Ação Municipal, lançada na Escola Municipal Consulesa Margarida Maksoud, no bairro Estrela Dalva, neste sábado (18.04). O público aprovou a iniciativa dos serviços municipais estarem mais próximos de sua casa e em um sábado, dia de folga do trabalho. Esse é o caso de Joana Souza Gomes, que é Auxiliar de Serviços Gerais, que durante toda a manhã aproveitou para resolver pendências. “Levei meu filho ao médico, fiz o preventivo e também consultei com dentista, tudo aqui na escola”, disse.

A praticidade de ser atendida em diversas atividades foi motivo de alegria para Cozinheira Maria de Lourdes Oliveira, de 59 anos. “Quando fiquei sabendo dessa ação comemorei porque estava mesmo precisando conhecer os cursos da SAS na área da alimentação. Também fui até a sala da saúde para ver o Programa que ajuda a gente a deixar o fumo e fiquei sabendo que tem atendimento à noite no Centro de Especialidades Municipal e vou lá pra conhecer”, assinalou.

Com a esposa e os filhos gêmeos, Ricardo Ferreira da Silva, que trabalha em serviço de impermeabilização, fez questão de ir à escola para ser atendido em diversos serviços. “A gente que trabalha durante o dia inteiro, só tem o fim de semana para resolver essas coisas”, disse Ricardo que levou os filhos para cortar cabelo e para consulta. 

A indígena Evanira da Silva Turíbio, 23 anos, recebeu o comunicado da Ação Municipal em sua casa e não pensou duas vezes para ir à escola. “Levantei cedo para resolver um monte de coisas, a primeira delas foi fazer a identidade, porque só tenho a identidade indígena, depois a Carteira de Trabalho e consultas”, comentou. Para ela, a Ação foi uma iniciativa muito importante. “Fiquei sabendo que vai para outras regiões da cidade, e isso é muito bom, outras pessoas também poderão ter esses serviços perto de casa e no sábado”, destacou.

A artesã Edinalva Gonçalves Reis, 47, moradora do bairro Bosque da Esperança, reservou sua manhã para “fuxicar”. No estande da SAS, mesas e material para fuxico estavam à disposição e durante um curso rápido aprendeu uma série de inovações na arte do fuxico. “Tenho um comércio no Terminal Nova Bahia que vende material do meu artesanato e de mais quatro sócias. Agora vou levar novidades para elas”, garantiu.

Já Kátia Aparecida Mota, dona de casa, a expectativa desde que chegou era a de fazer o CPF e de cortar o cabelo do filho e o seu. Estava na fila para ser atendida. Com mudas de espécies frutíferas nas mãos que foram distribuídas gratuitamente pela Semadur, ela já planeja plantar nesse domingo. “Tivemos muitos serviços á disposição, lazer e a criançada ainda teve um sábado diferente com muitas atividades de esporte e culturais. “Um sábado excelente”, comemorou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também