Pegadinha dos “zumbis no metrô” ganha destaque e críticas pelo mundo

A pegadinha dos zumbis no metrô, exibida pelo "Programa Silvio Santos" no último domingo (29), ganhou destaque em sites de jornais e TV no exterior, e foi amplamente debatida entre internautas gringos. 

Na "Câmera Escondida" do SBT, passageiros entram no Metrô de Fortaleza (CE), o sistema apresenta um problema técnico e as pessoas ficam trancadas dentro do vagão. As luzes se apagam e, quando a energia é restabelecida, os passageiros dão de cara com figurantes se passando por zumbis, que tentam invadir o trem.

A TV Azteca, a segunda maior rede mexicana do País, disse em sua página que "a aterrorizante brincadeira se tornou um fenômeno e viralizou pela internet", com mais de "8 milhões de visualizações no YouTube".

O jornal ABC, da Espanha, destacou em sua manchete "Zumbis no metrô: a piada sinistra que provoca terror no Brasil". O diário ressaltou ainda que trata-se de uma "pegadinha original, mas não apta para pessoas com problemas cardíacos". Na Austrália, o canal 9 News disse que "se a brincadeira é cruel ou engraçada é algo inteiramente subjetivo, mas muitos parecem optar pela primeira opção". Já na Costa Rica, a rede Teletica também selecionou o vídeo e afirmou que a brincadeira "se realizou no metrô da cidade de Fortaleza, ao melhor estilo da série americana 'The Walking Dead'".Em comum, percebe-se nos comentários a grande quantidade de críticas à pegadinha de Silvio Santos. Muitos leitores gringos destacaram a qualidade da produção, alguns até a levaram no bom humor, mas outros ressaltaram as consequências que uma brincadeira dessas pode provocar.

"Podem causar uma tragédia para alguém que está doente do coração, com tanto pânico", ressaltou um seguidor na página da TV mexicana. "Muito perigoso fazer uma brincadeira desse tipo. Alguém pode morrer", alertou um internauta costa-riquenho. "Muito boa a brincadeira, mas sinto que é muito perigosa, tanto para os passageiros quanto para os figurantes", disse outro usuário também da Costa Rica. "E se alguém morrer de um ataque cardíaco? Também podemos rir dessa 'gracinha'?, questionou um internauta na Espanha.A pegadinha de Silvio Santos também foi repercutida por celebridades internacionais. Em sua página no Facebook, o ator americano Ashton Kutcher (de "Two and a Half Men", exibida no Brasil pelo próprio SBT) perguntou. "Longe demais?"

O SBT já produziu cerca de 5 mil pegadinhas ao longo de sua história, segundo informações da própria emissora. No elenco já passaram nomes consagrados como os atores Ivo Holanda e Ruth Romcy (1927-2007).

Nos últimos anos, no entanto, o SBT tem se destacado e chamado a atenção da imprensa internacional pelas pegadinhas sofisticadas e melhor produzidas, patrocinadas ou não –como as câmeras escondidas da "Menina Fantasma", doboneco Chucky, Carrie, a Estranha e Annabelle.

Vítima da pegadinha

A cearense Aurileide Silvestre Gomes, a moça que aparece dando bolsada na cabeça de um zumbi, garantiu que não sabia que estava participando de uma pegadinha — apesar de ser comum o uso de figurantes neste tipo de trabalho –, do "Programa do Silvio Santos", do SBT, quando uma amiga lhe falou das gravações, que aconteceram em dezembro no Ceará.

"Fui convidada para participar de um teste do metrô, testar o ar-condicionado e avaliar o serviço (a gravação ocorreu de madrugada na estação Chico da Silva). Eles pagaram R$ 70 e como estava precisando comprar um liquidificador, esse dinheiro me serviu. E também queria conhecer o metrô, era uma novidade, nunca tinha andado. Tão chique, tão bonito, a cara da riqueza. Ia passear de metrô, testar o metrô e ainda ganhar R$ 70, oh tá bom demais", disse ela em entrevista ao UOL.

"Se eu soubesse que era uma pegadinha não tinha participado, morro de medo de filme de terror, não assisto nem o Chucky ('Brinquedo Assassino')", completou ela, que nunca viu a série "The Walking Dead".

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também