Parceria pretende divulgar MS no exterior e abrir perspectivas para jovens estudantes

Abrir novas perspectivas para ampliação do setor turístico em Mato Grosso do Sul e da qualificação de jovens estudantes, de 15 a 18 anos, foram os assuntos que nortearam a reunião realizada esta manhã, na sede da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado (Fundect).

Com a presença do diretor-presidente da Fundect, Marcelo Turine, do secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Athayde Nery, e do superintendente de Ciência e Tecnologia, Renato Roscoe, a proposta foi apresentada por Sylvio Rocha da produtora de audiovisual Canal Azul, Ricardo Cancela da Agência Brasil de Inovação e Desenvolvimento Sustentável (Abids) e Maisa Signor do Instituto Oportunidade Social (IOS), com participação de Maurício Cintrão, da CCR MS Vias.

A proposta é abrir caminhos para atrair turistas interessados na contemplação da biodiversidade da região da Serra da Bodoquena, pantanal e outras paisagens sul-mato-grossenses com a divulgação, no Brasil e no exterior, de produto audiovisual realizado com apoio da iniciativa privada e, buscar também, investimentos das empresas para implantação de projetos de responsabilidade social, como o de qualificação para o mercado de trabalho de jovens estudantes de escolas públicas e pessoas com deficiência.

Para Marcelo Turine, a ideia está sintonizada com a proposta do Governo de promover o desenvolvimento econômico e social baseado na tecnologia, inovação e nas parcerias que possam proporcionar novas perspectivas de crescimento para o Estado.

Tanto a Abids quanto a IOS são associações sem fins lucrativos. A primeira atua como interlocutora entre os três setores: poder público, iniciativa privada e organizações sociais, para transformar ideias em programas ou projetos viáveis. A segunda promove a capacitação de jovens com noções de administração e tecnologia aplicada às empresas. Já a Canal Azul, atua na produção audiovisual com trabalhos divulgados em canais de TV nacionais e internacionais como o National Geografic.

 Luciana Gabas 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também