Pais mudam escola e doam de parquinho, pintura e até 16 câmeras

Motivado por uma palestra do promotor Sérgio Harfouche, o pai de um aluno da Escola Municipal Múcio Teixeira Junior, na Vila Carlota, doou 16 câmeras de vigilância para o colégio. O ato de cooperação entre pais e a escola não é o primeiro a ocorrer na instituição, como a reforma do parquinho e a instalação do som.

A diretora adjunta Fátima Aparecida Monteiro Martinez contou que a palestra ocorreu em maio deste ano, assim como a doação, mas somente esta semana conseguiram realizar a instalação dos aparelhos. A demora se deu por conta das aulas, pois eles não queriam atrapalhar a concentração dos alunos.

Mesmo com as câmeras e instalação gratuitas, cedidas pelo pai, a escola não tinha monitor. Uma ação entre amigos foi realizada para a aquisição do equipamento usado na transmissão das imagens. “Eu agradeço a toda a comunidade e escola que ajudou nesta campanha”, declarou a diretora.

Para ela, as câmeras aumentarão a sensação de segurança na escola, além de coibir a indisciplina e deixar os pais mais confiantes no momento da saída dos alunos. Somente quatro câmeras foram instaladas, as restantes serão colocadas aos finais de semana, quando os alunos não estiverem na escola.

Porém as ações em conjunto com os pais não ficaram somente na doação das câmeras. A instalação da fiação do som, em cada sala, foi realizada por um pai, assim como a pintura e reforma de todo o parquinho.

“A escola é feita de parceria, não caminha sozinha. Os pais não podem somente cobrar, mas ajudar a realizar as coisas boas também, assim como tem sido aqui”, comentou Fátima.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também