Obras paradas e o ”Rei das promessas”

A prefeitura de Campo Grande na pessoa de Alcides Bernal, prefeito reconduzido através de uma liminar, fez uma solenidade no bairro Zé Pereira no dia 25 de maio, para a retomada de 42 obras paradas em nossa Capital. No evento, foi anunciado um investimento de 45 milhões de reais, sendo que só para retomar foram investidos 11 milhões. Quase um mês depois, as obras continuam paradas.

Placas foram colocadas em várias destas obras abandonadas, um exemplo está na escola do bairro Paulo Coelho Machado, região sul de Campo Grande. No local de novo, somente a “placa”, pois a obra continua tudo do mesmo jeito, ou seja, tudo parado.

Para a empregada doméstica, Clariane Souza de Oliveira, que mora ali há quatro meses, a escola facilitará "e muito" a vida das duas filhas, que precisam pegar várias conduções para estudar, já que a escola mais próxima, no Jardim Canguru, não tem vagas. "Ficamos animados achando que a escola já ia funcionar, mas não é bem assim", reclamou. A poucos metros dali a pracinha entre os condomínios, construídos há cinco anos pela empresa mexicana Homex, está tomada pelo mato e não há sinal de manutenção.
 
Para Natan Assis Herebia, morador do Paulo Coelho Machado, a inauguração da escola é um sonho antigo. "Tenho dois filhos, que estão tendo que estudar lá na Pioneira, porque aqui perto não tem vagas. Essa obra em frente à minha casa nunca termina. Já tem mais de dois anos que está parada assim. Eles colocaram essa placa tem um mês, mas até agora não veio ninguém para trabalhar", revelou.

O caso se repete no Ceinf (Centro de Edução Infantil) do bairro Vespasiano Martins, onde a mesma placa foi afixada. Os trabalhos parecem ainda não ter começado, diante do mato alto característico das dezenas de obras que seguem paralisadas desde a gestão do ex-prefeito Nelson Trad (PTB).
 
A mesma situação foi encontrada no Ceinf (Centro de Edução Infantil) Jardim Centenário. “Veio a pessoal da prefeitura e colocou a placa e foram embora, está tudo parado”, disse o morador do bairro, Jose Lima Soares.
 
Lançar obras, parece ser uma especialidade de Alcides Bernal. Foi o que aconteceu com a “Operação tapa-buracos”. O tempo passou e Campo Grande virou uma “buracolândia”, conhecida nacionalmente através do Jornal Nacional da TV Globo, como a “Capital dos buracos”.
 
A promessa de desenvolver Campo Grande e transformar '40 anos em quatro' não saiu do papel na gestão de Alcides Bernal, do PP. A meta consta no plano de governo do prefeito, registrado na Justiça Eleitoral, em 2012. No plano, Bernal estabelece diretrizes básicas que se referem à 'Qualidade de Vida ao Cidadão Campo-Grandense', 'Desenvolvimento Sustável' e 'Qualidade dos Serviços Públicos'.
 
O atual prefeito de Campo Grande, acabou virando, o “Rei das promessas"
 
Estamos de olho!

Veja o Video:

FONTE: http://www.topmidianews.com.br/politica/noticia/plano-de-governo-nao-sai-e-bernal-retoma-obras-so-proximo-de-eleicoes
FONTE: http://www.capitalnews.com.br/politica/vereadores-flagram-condicoes-desumanas-no-vespasiano-martins-durante-atividade-comunitaria/292654
FONTE: http://www.campograndenews.com.br/politica/bernal-anuncia-retomada-de-obras-paradas-na-capital
 
 
 
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também