“No mesmo palanque” – PSDB de Azambuja e Rose, PMDB de André Puccinelli e PR de Edson Giroto

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu, nesta sexta-feira (19), que vai dividir palanque com principais partidos rivais de 2014. Entre eles o (PMDB) de André Puccinelli (PMDB), o PDT do Dagoberto Nogueira e o PR de Edson Giroto que foi preso duas vezes por determinação da justiça. Ele justifica que existe diferença entre eleições municipais e estaduais. Estes partidos estão  “juntos” nas eleições deste ano. Dificil é convencer o eleitor desta "parceria" com envolvidos em corrupção, segundo a justiça estadual e federal.

Em Campo Grande, o PSDB de  Reinaldo Azambuja esta coligado com o PDT, PR, PSB, SD, PRB e PSL. Um dos seus parceiros é o famoso "Mick Jagger" da politica de Mato Grosso do Sul, Dagoberto Nogueira. Desde 2010, todos os pretendentes aos cargos no executivo que Dagoberto apoio, perdeu. 

Vejamos:  
2010 – Dagoberto apoiou o Zeca do PT, Zeca do PT perdeu.
2012 – Dagoberto foi candidato a vice do Giroto, Giroto perdeu.
2014 – Dagoberto apoiou Delcidio, Delcidio perdeu.
2016 – Dagoberto votou pela permanência da Dilma. Dilma perdeu…

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também