No aniversário, Prefeito Gilmar Olarte esteve em Ação Municipal ouvindo a população

Neste sábado (30), o prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte completa 45 anos. E para comemorar a data, ele seguiu com a equipe para acompanhar os trabalhos da Ação Municipal no Jardim Macaúbas, que atende a população com serviços burocráticos e de saúde.

Em entrevista, Olarte reconhece que teve que tomar medidas impopulares para colocar o caixa da administração municipal em dia e fez um balanço da sua vida.

“Hoje eu sou prefeito, não escolhi ser e não tinha projetos para isso. Fui agraciado e convocado para este desafio. Não é fácil pegar a cidade como eu peguei, mas o grande lance é ter a coragem para fazer isso, colocar as coisas em ordem”.

Otimista, apesar do momento difícil da sua gestão e do desequilíbrio financeiro, Olarte diz acreditar que é possível que em 60 dias o fluxo de caixa esteja organizado. “A cidade enfrenta o pior momento da história, mas já o Sol vai raiar, a noite vai embora e vamos conseguir deslanchar com a administração”.

Acompanhado de secretários e feliz ao ouvir a banda da Guarda Municipal tocar, o prefeito lembrou ainda da infância, quando começou a tocar violão aos 7 anos. “Aos 8 eu já tocava trompete, aos 9 era maestro de um conjunto infantil, aos 10 era orador falando para 500, 600 pessoas. Com 15, palestrava resgatando pessoas das drogas. Ajudava meus pais a venderem roupas em Bonito e Bodoquena. Comecei cedo, fui evoluindo. Tenho mais de 38 anos de folha de trabalho”, brincou.

Sobre a Comissão Processante, Olarte afirmou que concorda com parte do parecer da Procuradoria da Câmara. “Há ressalvas e os motivos que levaram ao pedido da Comissão não têm nenhuma substância. É mais político do que legal. Estou confiante de que tudo dará certo”. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também