Moradores querem a ”Caravana da Segurança”

A falta de segurança pública é o segundo item em pesquisa feita pelo Instituto Valle, citado por 41,17% dos moradores da Capital do Mato Grosso do Sul, feita no mês de abril, só perdendo para os problemas da saúde. Roubos, assaltos, homicídios e comercio de drogas tem aumentado nos últimos anos. “Queremos uma Caravana da Segurança” disse o morador do Jardim Noroeste, Alfredo Dias. “Seria muito bom um combate aos criminosos aos moldes da Caravana da Saúde, afinal é um dever do governo do estado nos dar segurança”, comentou Izabel Silva Prado, que mora no Bairro Tiradentes. ,
 
A percepção crescente de falta de segurança entre moradores de Campo Grande tem fundamento bem consistente. Em apenas três anos, o número de assaltos ocorridos na Capital cresceu assustadores 139%. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), de janeiro a abril deste ano foram registrados na Capital 2.461 roubos, um crescimento de 12% comparado ao mesmo período do ano passado, quando a criminalidade já tinha decolado.
 
A redução do nível de empregos é um dos fatores de forte contribuição à criminalidade. Nos últimos 12 meses mais de 7,6 mil empregos desapareceram na Capital, em decorrência da crise. Mas há outros aspectos concorrentes, explica o delegado Wellington Oliveira, que é especialista em Análise Criminal.
 
“Claro que existem pessoas que vão praticamente comer pedra, mas não seguirão para o crime, não há uma fórmula única para a criminalidade, são vários fatores. Por exemplo, o consumo de drogas, a falta de uma política pública eficaz, que dê suporte estas pessoas em situações de crise e a própria corrupção que consome o dinheiro que deveria ser investido nessas ações”, sistematiza. 
 
Em janeiro de 2015 em Dourados, o governador Reinaldo Azambuja disse; “Vamos melhorar as condições de trabalho, de equipamentos e investir na formação. Além disso, vamos combater a politização da Polícia Militar e a corrupção em todos os setores. Trabalhando coletivamente tenho certeza de que diminuiremos a criminalidade. Dá para abaixar os atuais índices e nós vamos abaixa-los”. 
 
Depois de 1 ano e quase 5 meses da nova administração estadual, a população tem aprovado a “Caravana da Saúde”, a esperança agora é que venha a “Caravana da Segurança”. 
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também