Marquinhos supera Bernal em todas as regiões –

No cenário estimulado, quando nomes dos pré-candidatos são mostrados aos entrevistados, o deputado estadual Marquinhos Trad (PSD) lidera a corrida pela disputa da prefeitura de Campo Grande nos quatro cantos da cidade. No cômputo geral, ele aparece com 29,73% das intenções de voto, frente aos 20,90% do atual prefeito Alcides Bernal (PP).

Segundo o levantamento, Marquinhos leva a maior vantagem sobre o concorrente Bernal na região central da cidade. Ali o pré-candidato do PSD aparece com 43,06%. Já o prefeito obteve 15,28%. Mesmo considerando a margem de erro da pesquisa, de 3,5 pontos percentuais para cima ou para baixo, nota-se elástica diferença pró-deputado, em determinados bairros, tanto nos mais afastados quanto na parte central.

No Centro, por exemplo, onde Marquinhos surge como favorecido com folga, situam-se 13 bairros que ficam entre a ruas Eduardo Santos Pereira, 25 de Dezembro, 15 de Novembro, 13 de Maio e Avenida Mato Grosso.Embora o PSD não tenha oficializado sua pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande, ele já age como pretendente à vaga há pelo menos uns três meses. Bernal não descarta a intenção da reeleição, no entanto, não oficializou o propósito, três meses antes das eleições, em 2 de outubro.

A vice-governadora Rose Modesto (PSDB) que já conta com o apoio oficial do partido como a pré-candidata da sigla, surge como terceira opção entre os eleitores da região central, com 6,94%.

Fora do centro, Marquinhos conquistaria mais votos, segundo a pesquisa, na chamada região da Lagoa, que compreende 11 bairros, entre eles o Caiçara, Leblon, Taveirópolis, Tijuca e União. Nessa parte da cidade, o concorrente do PSD, conquistou 33,33% do eleitorado entrevistado. Já o atual chefe do Executivo, com 20%, 7,50% a mais que a tucana.

Na região do Prosa, o deputado alcançou, conforme o levantamento do Instituto DATAmax, 29,76% das intenções de voto. Bernal, ficou 17,86%, tecnicamente empatado com Rose, que obteve 15,86%.

A região do Prosa é composta também por 11 bairros, entre os quais Danúbio Azul, Montevidéo, Autonomista, Margarida, Noroeste, Mata do Jacinto, Estrela Dalva e Santa Fé. Marquinhos e Bernal aparecem empatados tecnicamente em duas regiões de Campo Grande, a Segredo e Imbiruçu.

Na parte chamada Segredo (oito bairros – Coronel Antonino, José Abrão e Nova Lima, entre outros), o pré-candidato do PSD obteve 28,70%, mesmo percentual conquistado na região do Imbirussu (oito bairros, Popular, Indubrasil, Santo Amaro e Santo Antônio e vilas nos arredores). Nessas localidades, o prefeito alcançou 26,85% (Segredo) e 23,15% (Imbirussu).

Já a pré-candidato Rose Modesto, segundo o DATAmax, obteve 12,86% na região do Segredo e 6,48% na parte Imbiruçu. Novo empate técnico entre os oponentes Marquinhos e Bernal ocorreu na conhecida região Bandeira (13 bairros, Amambaí, Planalto e São Bento, entre eles). O parlamentar conquistou 27,50% e o prefeito, 24,17%. Nessa região, a pré-candidata tucana obteve 9,17%, segundo a pesquisa.

Na região do Anhanduizinho (14 bairros, entre eles os populosos Aero Rancho e Guanandi), Bernal e Rose ficaram empatados tecnicamente, segundo a pesquisa. O pepista aparece 18,23%; a tucana, 15,3%. O pré-candidato do PSD obteve 25% nessa região.

Os índices são da pesquisa do Instituto DATAmax apurada entre os dias 25 e 30 de junho, inscrita no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) sob o número MS-03822/2016. Ao todo, 804 eleitoress foram ouvidos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também