Jovem pede doações para abandonar estilo de vida lésbico e causa polêmica

Chelsie René começou uma campanha de arrecadação online para abandonar o “estilo de vida lésbico”. A jovem de las Vegas, nos Estados Unidos, pede que “cristãos bondosos” ajudem na transformação dela, que quer “abraçar o lado feminino” e “deixar de se vestir como uma lésbica”. O pedido da jovem — chamada de “ex-lésbica” pela imprensa internacional — causa polêmica entre a comunidade LGBT, que a acusa de ser uma vergonha e uma farsa.

No site de financiamento coletivo “GoFundMe”, Chelsie diz que a escolha pela mudança partiu dela: “Não fui pressionada por ninguém. Eu sempre fui aceita, mas isso não significava que eu estava realmente feliz”.

Ainda na página virtual, ela garante que precisa de dinheiro para comprar novas roupas e parar de se vestir como uma lésbica: “Eu estou aprendendo a andar neste novo estilo de vida diariamente. Eu tenho que dizer que estou me amando a cada passo que dou”.

Em uma semana, ela já conseguiu 450 dólares dos mil dólares que pede na campanha. Nos comentários, muitos internautas dizem que a campanha dela reforça o preconceito contra homossexuais e destacam que a orientação sexual não influencia em nada o estilo de se vestir.

Uma usuária do site diz que Chelsie é uma vergonha para a comunidade LGBT: “Você está apenas tentando obter dinheiro de pessoas religiosas. Você está fazendo parecer que isso (ser gay) é uma escolha, mas para muitos não é”.

Outras pessoas também reclamam que promovem campanhas online para causas sérias — como tratamento de doenças, compra de cadeira de rodas e de remédios — e se revoltam sobre Chelsie usar a plataforma para um pedido “tão fútil”.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também