IPEMS – Marquinhos Trad na liderança para prefeito com 35,67%

Na pesquisa estimulada, se as eleições fossem hoje, Marquinhos seria o mais votado no primeiro turno (2 de outubro) com 35,67% das intenções de voto. Logo atrás aparece Rose com 26,15% e depois Bernal com 15,53%. O desempenho do prefeito frustra a expectativa, neste momento, de chance de reeleição.

É a primeira pesquisa do Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda), contratada pelo Correio do Estado, sobre o desempenho dos candidatos a prefeito de Campo Grande, mostra Marquinhos Trad (PSD) na liderança, sendo perseguido pela professora Rose Modesto (PSDB) e o prefeito Alcides Bernal (PP) ficou para trás. Os outros 12 concorrentes ficaram embolados um do lado do outro na última colocação da corrida eleitoral.

Com esses números do Ipems, a previsão é do segundo turno (dia 30 de outubro) ser disputado por Marquinhos e Rose, deixando Bernal fora do confronto direito. A diferença do líder para o prefeito é de 20,14 pontos percentuais, enquanto a candidata do PSDB está a 10,62 pontos à frente do terceiro colocado. 

Isto mostra a polarização da campanha eleitoral apenas entre Marquinhos e Rose. Mantida esta tendência apontada pelo Ipems, o futuro prefeito de Campo Grande será escolhido entre os dois, porque o sonho da reeleição do prefeito Alcides Bernal ficou mais distante.

Os números indicados pela pesquisa não são nada animadores para Bernal. A situação dele fica mais complicada, ainda, por ser o mais rejeitado de 43,51% dos eleitores, que declararam a intenção de não votar de jeito nenhum em sua candidatura à reeleição.

A restrição à indicação de Bernal é bem superior à aceitação de sua candidatura. Se 43,51% se recusam a votar pela sua recondução ao cargo para mais um mandato, apenas 15,53% manifestaram a intenção de apoiá-lo. A diferença é de 27,98 pontos percentuais pelo cenário negativo.

O mesmo problema não enfrenta Marquinhos e Rose. Eles estão no mesmo patamar de rejeição dos eleitores. O Ipems apurou a intenção de 15,82% dos consultados de não votar em Marquinhos e 15,20% em Rose. Os números favoráveis consolidam, hoje, os dois primeiros colocados na campanha eleitoral.

Na caminhada rumo à prefeitura, Marquinhos só perde em uma região para Rose, sua concorrente direta. Ela é preferida por 43,61% dos eleitores do Prosa contra 27,38% a favor de Marquinhos. Mas Rose perderia com maior vantagem no Segredo por 42,43% a 18,30% e na área Central por 45,31% a 23,14%. 

Até por estar “derretendo” na campanha eleitoral, o prefeito Alcides Bernal não ganha em nenhuma região dos seus principais concorrentes. O pior desempenho dele foi verificado no Prosa, onde Rose é a preferida dos eleitores. Nesta área, o prefeito teria apenas 8,81% de intenção de apoio dos eleitores e 10,52% na região do Segredo, uma das principais bases eleitorais de Marquinhos.

A pesquisa foi realizada no período de 1 a 3 deste mês com 400 eleitores de vários bairros de Campo Grande. A margem de erro é de 4,90 pontos porcentuais para mais ou para menos sobre o resultado encontrado no total do levantamento. O grau de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada sob o número MS-09456/2016.
Realização IPEMS. Empresa contratante: CPF/CNPJ: 03119724000147 – CORREIO DO ESTADO SA Origem do Recurso: (Recursos próprios) 

Confira o infográfico da preferência dos eleitores de Campo Grande:

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/cidades/campo-grande/pesquisa-aponta-marquinhos-e-rose-na-disputa-do-2o-turno/286060/

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também