Hospital rejeita paciente acusado de matar Rafaat

O Hospital Militar de Assunção, na capital paraguaia, não permitiu a entrada de Sergio Lima dos Santos, acusado de manusear a metralhadora calibre 50, que matou Jorge Rafaat, no último dia 15.

A Polícia Nacional e o Ministério Público do Paraguai tentaram a transferência para Assunção, pois pode haver tentativas de resgate do acusado, mas a direção do hospital não aceitou a troca.

De acordo com informações, ainda estão tentando a transferência para outras unidades, mas até o momento, nenhuma recebeu o paciente. Sergio, conhecido como Saddam, é ex-soldado do Exército do Brasil – ele foi baleado durante o ataque a Rafaat – se recupera bem e está consciente.

O acusado está em Assunção sob a custódia da Polícia Nacional. Ele chegou a tentar fugir ma quinta-feira (23), mas os homens que o vigiam evitaram a fuga. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também