Guerreiro solicita ”amparo social” em desocupação de áreas públicas

O deputado Angelo Guerreiro, vice-líder do PSDB na Casa, criticou, na manhã desta quinta-feira (12/2), a forma “truculenta e sem amparo” usada pelos governos estadual, municipal e federal para o cumprimento de desocupação de áreas públicas invadidas por famílias sem teto. 

Ele defendeu a presença de representantes dos direitos humanos, bem como o acompanhamento de um profissional de assistência social a fim de evitar que as famílias sejam retiradas de forma humilhante e truculenta dos barracos que transformaram em lar.

Na maioria das vezes, o governo cumpre a retomada da área pública amparado por ordem judicial mas, ainda assim, o parlamentar defende que há maneiras de se cumprir uma decisão da Justiça. “Não é aceitável que cheguem com um trator e passem por cima de tudo o que as famílias trabalharam para conseguir. A maneira como a desocupação é feita usando força policial chega a ser humilhante, e ofensiva aos pais de família a forma como são retirados de seus lares”, salientou.

Atuar na prevenção de novas ocupações, fazendo levantamento de famílias que vivem em áreas de risco para transferi-las para moradias dignas seria uma alternativa, segundo o parlamentar. “Se essas famílias estão residindo naquela área é porque, de certa forma, o poder público permitiu que isso ocorresse e deve trabalhar no sentido de evitar novas invasões. Acredito que o governador Reinaldo Azambuja será sensível a essas situações", concluiu.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também