Guarda Municipal vão fazer segurança dos terminais disse o prefeito Gilmar Olarte

Os trabalhadores do transporte coletivo fizeram um acordo com o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, e a classe não deve fazer uma paralisação nesta terça-feira (3). Durante a reunião que foi realizada nesta segunda-feira (2), entre Olarte e o presidente do STTUC (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), Demetrio Ferreira de Freitas, o prefeito prometeu mudanças.

De acordo com Freitas, Olarte prometeu que a partir das 6h desta terça-feira (3) homens da Guarda Municipal vão fazer a segurança nos nove terminais de ônibus da Capital. Ainda de acordo com Freitas, o prefeito também garantiu que uma equipe vai realizar a manutenção no bebedouros dos terminais.

“Se ele não cumprir o acordo não tem mais o que conversar. Vamos paralisar amanhã mesmo, caso a gente chegue no terminal e não tenha a segurança da Guarda”, ressaltou.

Além das ações imediatas, segundo Freitas, o prefeito também prometeu que em 60 dias deve começar a reforma dos terminais. “Ele pediu um prazo por causa do processo licitatório, mas garantiu que em 60 dias vai começar as obras e terceirizar um serviço para a segurança e manutenção dos banheiros e de todos os terminais”, afirmou.

ReivindicaçãoNo sábado (28 de fevereiro) o STTUC afirmou que iria fazer uma paralisação caso não conseguisse falar com Olarte e não tivesse os pedidos atendidos. O vice-presidente do STTUC, Willian Alves da Silva, declarou que as reivindicações são por melhoria nas condições de trabalho.

“Queremos mais segurança nos terminais da cidade. Está ocorrendo muito assalto, invasão nos terminais”, explica o sindicalista. Ele também fala que há outros problemas, como mau uso dos banheiros e a falta de manutenção nos bebedouros.

Na Capital existem nove terminais e 2 mil funcionários, e, segundo o vice-presidente, este tipo de situação ocorre não somente no terminal Morenão, mas em todos da cidade. Silva chegou a dizer que estava difícil a comunicação com o chefe do Executivo da Capital.

“A situação está complicada em todos os terminais. Tentamos falar com o prefeito, mas ele não atende”, fala Willian.

Além da Prefeitura, o Governo do Estado também tem conversado com os trabalhadores. O comandante-geral da Polícia Militar do Estado, Deusdete Souza de Oliveira Filho, em reunião com os trabalhadores na sexta-feira (27) comprometeu-se a reforçar o policiamento dentro dos terminais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também