Guarda Municipal presente na luta contra a violência doméstica com a Patrulha Maria da Penha

A Patrulha Maria da Penha, composta por guardas civis municipais, tem o objetivo de acompanhar e garantir a efetividade das medidas protetivas de urgência e reprimir a prática de violência contra a mulher. A patrulha está instalada na Casa da Mulher Brasileira, desde o mês de fevereiro.

O grupamento é formada por 30 guardas municipais, sendo 10 mulheres. Os guardas em patrulha, quando acionados, vão até a casa da mulher vítima de violência. Caso ela tenha sofrido alguma lesão grave, será encaminhada à unidade de saúde mais próxima e o agressor será preso em flagrante. 

“A patrulha é um grupo treinado e estruturado para atender as ocorrências, em prontidão 24 horas”, explica o secretário municipal de Segurança, Valério Azambuja.

Há previsão para aumentar o efetivo e as viaturas da patrulha Maria da Penha, de acordo com o secretário. Além de monitorar o cumprimento das normas penais, com um acolhimento humanizado, as patrulhas realizam um trabalho de prevenção e de combate a violências física, psicológica, sexual, moral e patrimonial contra as mulheres.

“A nossa patrulha demonstra a importância que a Guarda Municipal tem ao participar da rede de enfrentamento à violência. Isso muda a vida das mulheres, defendemos a vida”, ressalta o prefeito da Capital, Gilmar Olarte.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também