Grupo de mulheres cria projeto para recuperar nascente de rios em MS

Um grupo de mulheres produtoras rurais criou um projeto para recuperar nascentes do rio Laranjaí, um dos afluentes do rio Paraná, em Naviraí, distante 350 quilômetros de Campo Grande. Depois de um ano, aumentou o volume de água de uma das nascentes.

Uma das preocupações dos produtores rurais é a escassez de fontes naturais de água que pode prejudicar a produção agrícola e agropecuária da região.

“É uma alegria porque nós produtores rurais precisamos muito da água do rio, principalmente pensando na irrigação”, disse a coordenadora do projeto, Isaura Mitie Kamitame.

O grupo contou com a ajuda do geógrafo João do Carmo Neves. O ponto de partida foi a nascente do rio Sumido, que fica na propriedade de Júlio Márcio Ferreira. Na área, que estava 70% degradada, foram plantadas cerca de 1,2 mil mudas e 126 espécies da vegetação nativa.

“As mudas são decididas de acordo com bioma. Como nós somos um bioma da Mata Atlântica, nós trabalhamos com 126 espécies que são próprias da região da Mata Atlântica. Então não temos que escolher muito, temos de escolher aquelas que fazem parte daquele bioma”, explicou o geógrafo.

Só a propriedade de Ferreira abriga 12 nascentes que formam o rio. Na área de 12 mil hectares, são cultivados grãos e feito a engorda de 13 mil de cabeças de bovinos. Tudo faz parte do sistema de integração lavoura pecuária.

“A nossa região centro-sul, onde está a grande atividade produtiva vai com certeza depender desse recurso que hoje a gente considera abundante e num futuro próximo vai ser visto com olhos de muita preocupação. Então a gente está antecipando a conservação das fontes naturais de água que sãos as nascentes”, Júlio Márcio Ferreira.

Com apenas um ano, o projeto já apresenta resultados. O volume de água que estava comprometido, está aumentando. A medição atual mostra que 11 mil litros de água saem da nascente do rio Laranjaí. Bem mais do que há um ano.

“É motivo de satisfação ver que estamos fazendo algo. Sem águas a gente não faz mais nada”, afirmou a coordenadora do projeto.

O projeto é apenas um piloto, mas a ideia deu certo e o grupo pensa em expandir para outras áreas.

“É uma ideia muito ambiciosa, mas é uma ideia futura de recuperar todo rio Laranjaí. Para isso nós montamos uma planilha e demos uma palestra para despertar a curiosidade dos produtores rurais, com nossas dicas e nossa experiência de como foi para recuperar essa nascente”, conta a comerciante Karin Tie.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também