Fronteira terá 18 dias de liquidação com dólar a partir de R$ 2,50

Com o objetivo de atrair mais clientes e aumentar o volume de vendas em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, comerciantes se uniram e lançaram a campanha "Dólar Congelado". A promoção acontece entre os dias 16 de julho a 2 de agosto, com diversos produtos vendidos com taxa cambial a partir de R$ 2,50.

Até o momento são 20 empresas cadastradas para participar e cerca de 200 produtos ofertados, mas a expectativa é que mais comerciantes possam aderir à promoção e, assim, chegar a 25 empresas participantes, conforme o organizador do evento Rafaat Jorge Tounari, proprietário de um agência de marketing e comunicação em São Paulo.

Ele explica que, como a fronteira depende do comércio, pontos negativos como a alta do dólar, cotado em mais de R$ 3, além da crise brasileira, fizeram com que as compras diminuíssem bastante. "Com o dólar alto, os brasileiros não vão até a fronteira para comprar, eles querem esperar que a moeda norte-americana baixe, mesmo sabendo que os preços são mais atrativos que no Brasil".

E foi com esse objetivo, de levar o movimento até à fronteira, que ele criou a promoção que vai funcionar no período de 16 de julho a 2 de agosto. Vários produtos serão vendidos com preço mínimo do dólar a R$ 2,50 e máximo de R$ 3. Os produtos ofertados vão desde pneus, eletrônicos, produtos de pesca, perfumaria e até hotel cassino.

"Os clientes que vêm até à fronteira para aproveitar a promoção, também podem se interessar por outros produtos e acabar comprando não só o que é ofertado na campanha, mas que estão sendo comercializados com o valor atual do dólar, desta forma vamos aumentar as vendas e o movimento de turistas nesse período", comenta Rafaat.

Garantia do Cliente – Todas as lojas participantes receberão um selo como forma de identificar quem aderiu à promoção. Os empresários assinaram um contrato concordando com todos os termos desta liquidação, dentre uma das cláusulas, eles têm que disponibilizar 10 produtos com o dólar a R$ 2,50, e os demais podem ser comercializados por outros valores, desde que não ultrapasse os R$ 3. Além disso, todos os produtos participantes deverão ser identificados.

Ainda de acordo com a organização, as empresas participantes serão fiscalizadas antes e durante a promoção, onde será avaliado o preço de cada produto participante. "Nossa equipe também vai fazer falar com os clientes. As lojas que forem avaliadas com notas negativas ficarão de fora da promoção do próximo ano", diz Rafaat.

Lucros – Alguns comerciantes podem até lucrar com a promoção, já que os empresários do ramo de pneus, por exemplo, que tem uma validade maior, adquiriram o estoque em sua maioria quando o dólar ainda era cotado a R$2,30.

"Para que o comerciante não tenha muito prejuízo, alguns deles vão ofertar produtos que já foram pagos, como é o caso dos pneus e dos eletrônicos, mas há ainda aqueles que vão conversar com o fornecedor para tentar congelar o valor também", comenta Rafaat.

Expectativa do comércio – Conforme informações do Hotel Inter Park, que participa da promoção, comparado a meses anteriores junho está "fraco", mas no final de semana aumenta mais a procura por quartos. "Para o período da promoção, 30 apartamentos já estão reservados, dos 70 quartos oferecidos pelo hotel. A expectativa para a promoção é positiva, porém não sabemos se as reservas foram feitas por pessoas que estão pensando em aproveitar o dólar congelado".

Para o presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Pedro Juan Caballero, Pedro Bondiman, todas as ideias de fomento ao comércio são interessantes, mas ele se preocupa com o fato de todos os produtos estarem muito abaixo do valor atual do dólar."Também sou comerciante, tenho loja no segmento de eletrônicos, e a margem de lucro acaba muito pequena. O interessante mesmo seria se tivesse o valor do dólar fosse estabilizado", afirma.

A lista de empresas participantes pode ser conferida através do sitehttp://www.promocaodolarcongelado.com/ ou pela página no Facebook.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também