Em meio à  crise, vereador sugere que políticos reduzam seus salários

A Câmara Municipal de Campo Grande está tentando buscar uma solução para reduzir os gastos da Casa por causa da crise financeira que atinge o município. Uma das opções dos vereadores é apresentar projeto para reduzir a quantidade de parlamentares, mas o vereador Chocolate (PP) acredita que a melhor maneira seria reduzir os salários.

De acordo com o vereador, o possível corte de seis vereadores não contribuiria muito para economizar. “Acho um exagero, o que tem haver o número de vereadores com as contas públicas? Se for por causa do repasse, então abaixa o salário dos vereadores, do prefeito. Abaixa o salário dos políticos”, sugere.

Chocolate parabenizou a atitude do prefeito, Gilmar Olarte, de doar 30% do seu salário para os cofres do município, mas acredita que o dinheiro não soluciona o problema da crise financeira.  “O que isso vai refrescar no cofre? O que soluciona R$ 5 mil a mais nos cofres públicos, doou parabéns à atitude dele, mas não sei se soluciona o problema. É muito dinheiro que está faltando”.O parlamentar destacou que a redução no salário dos políticos de Campo Grande pode trazer uma economia maior. “A população está sentindo na ponta a falta de dinheiro. Sente a falta de médico, remédio. A população quer o básico, quer uma rua boa para trafegar”, concluiu.

Redução de vereadores

O a anúncio do novo projeto foi feito pelo vereador Airton Saraiva (DEM). Ainda segundo ele, a autoria da matéria é assinada também pelo presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB).

Segundo o demista, em tempos de reformas e crise financeira nas esferas públicas, a expectativa é que haja redução nos repasses do duodécimo, ou seja, das verbas constitucionais que o Executivo manda para o Legislativo. O parlamentar não falou sobre possíveis percentuais desta redução.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também