Dentista de Campo Grande, Ailton Diogo Morilhas é preso em operação da PF

O presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Ailton Diogo Morilhas, que mora em Campo Grande, foi preso nessa terça-feira (14), durante a Operação Tiradentes da Polícia Federal (PF). A intenção da PF é derrubar uma associação criminosa que pode ter desviado R$ 5 milhões.
Também foram apreendidos seis automóveis de luxo e R$ 250 mil. Os crimes investigados são lavagem de dinheiro, associação criminosa, peculato e estelionato qualificado,

Um ex-tesoureiro do CFO foi detido em São Paulo, um ex-conselheiro no Amazonas e o Chefe do Setor de Compras no Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia, existem suspeitas de que funcionários e conselheiros desviavam recursos públicos do CFO. O golpe fundava-se em reembolso de despesas inexistentes, pagamento impróprio de diárias e em contratações irregulares de serviços. Esses valores podem passar a casa de R$ 30 milhões e os desvios de R$ 5 mi.

Apesar de morar na capital, Ailton foi eleito presidente do CFO em Brasília (DF), é o que afirma o Conselho Regional de Odontologia de Campo Grande. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também