De olho em 2016, lideranças políticas movimentam a Governadoria

O governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), está em São Paulo (SP), mas a movimentação política segue intensa na Governadoria, em Campo Grande. Deputados em crise com seus partidos e outras lideranças políticas estiveram reunidas com o secretário de Governo, Sérgio de Paula, no Parque dos Poderes na manhã desta terça-feira (28).

Um deles é o deputado estadual Beto Pereira (PDT). Em crise com o partido e divergindo da eleição do deputado federal Dagoberto Nogueira para o comando da sigla, perdeu o posto de líder da bancada na Assembleia Legislativa e disse que mudará de legenda, pretendendo ir à Justiça de forma a garantir a mudança sem perda de mandato.

Outro que foi nesta manhã falar com Sérgio de Paula é o empresário Antônio João. Derrotado na disputa ao Senado em 2014, quando compôs a chapa majoritária que elegeu Reinaldo, ele desligou-se recentemente do comando do PSD em Mato Grosso do Sul e, há alguns dias, comentou no Facebook ter sido convidado pelo governador a abrigar-se no ninho tucano.

Também em crise com o partido, Marquinhos Trad (PMDB) também esteve na Governadoria na manhã desta terça. A briga interna dos peemedebistas – o parlamentar reclama falta de espaço e preterimento em relação ao grupo comandado pelo ex-governador André Puccinelli – gerou conversas sobre a ida dele para o lado tucano, ideia que não avançou, pelo menos publicamente, até agora, porque tanto o parlamentar quanto a vice-governadora, a tucana Professora Rose, têm planos de disputar a Prefeitura de Campo Grande.

As visitas à Governadoria nesta terça também incluem o deputado federal Geraldo Resende (PMDB). Ele é pré-candidato à Prefeitura de Dourados, segundo maior colégio eleitoral do Estado, onde deve enfrentar o ex-deputado federal Marçal Filho, que em junho deixou os peemedebistas e voou para o tucanato.

No discurso oficial, Reinaldo tem reiterado que ainda é cedo para falar nas eleições municipais de 2016, sendo prioridade tocar a administração estadual. Na capital paulista, nesta terça, a agenda é a abertura do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura, enquanto em terras sul-mato-grossenses o arrebanhado, pelo menos na Governadoria, é político.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também