CCR quer instalar apenas 4 de 12 passagens e BR-163 pode isolar parte da Capital

Dos doze pontos apontados pela Prefeitura e vereadores de Campo Grande, como necessária a intervenção no trânsito da BR-163, por meio de viaduto ou passarela, apenas quatro estão previsto no projeto original da CCR MS Via, e dois não atendem os acessos necessários, segundo a prefeitura.

As intervenções, segundo o presidente da Câmara, vereador Mario César (PMDB), são necessárias para não que não haja uma divisão da cidade, isolando as partes após a duplicação. “Existem poucas intervenções no perímetro urbano da Capital, como rotatórias e passarelas. Precisamos de mais intervenções para ter acesso de um lado para outro”, explica.

A prefeitura ainda destaca que dos 12 locais necessárias, oito estão no cronograma da Planurb (Instituto Municipal De Planejamento Urbano), entre eles, o cruzamento da BR 163, no Anel Viário, com a Avenida Rosa Castilho Ocampo, onde será necessário a criação de um viaduto, conforme a PMCG.

A CCR MSVia destaca que os projetos de travessia da BR-163 ainda estão sendo objetos de discussão com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), por conta da definição da Licença Ambiental.

No projeto original, conforme a concessionárias, consta a construção de 62 trevos, 54 retornos em nível, 16 passarelas e  35,3 quilômetros de vias marginais, além da duplicação de pouco mais de 800 quilômetros da rodovia. Os investimentos nos cinco primeiros anos da concessão devem chegar a R$ 3,5 bilhões.

No próximo dia 8, uma nova reunião será realizada em Brasília (DF), desta vez na ANTT, e terá a presença do presidente da CCR MSVia, Maurício Soares Negrão, para definir as mudanças necessárias.

Pontos apontados pela prefeitura:

Ponto 01 – BR-163 na conexão com Anel Norte (CCR PREVISTO)

Ponto 02 – BR 163 com Avenida Consul Assaf Trad e Pólo Empresarial Norte (CCR PREVISTO)

Ponto 03 – BR 163 (Anel Rodoviário) com Avenida Rosa Castilho Ocampo (não previsto pela CCR, necessário viaduto)

Ponto 04 – BR 163 (Anel Rodoviário) com Rio Turvo (Uniderp Agrárias)

Ponto 05 – BR 163 (Anel Rodoviário) com Avenida Ministro João Arinos (CCR PREVISTO)

Ponto 06 – BR 163 (Anel Rodoviário) com Avenida Marques do Pombal (Damha) (CCR PREVISTO)

Ponto 07 – BR 163 (Anel Rodoviário) com rua Darwin Dolabani (PAC Balsamo)

Ponto 08 – BR 163 (Anel Rodoviário) com rua Ana Batista Caminha/Avenida Guaicurus

Ponto 09 – BR 163 (Anel Rodoviário) com MS-040 (Três Barras) e Polo Empresarial Sul (CCR PREVISTO)

Ponto 10 – BR 163 (Anel Rodoviário) com Avenida Gury Marques (CCR PREVISTO)

Ponto 11 – BR-163 em Anhanduí

Ponto 12 – BR-163 com MS-040.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também