Capital Nacional dos buracos – comerciantes “metem a boca” no Prefeito

O comerciante Alan Insfran foi um dos que também sofreu prejuízo com buracos do asfalto das ruas da Capital. Indignado, ele seguiu o exemplo da mulher que na semana passada gravou um vídeo reclamando sobre os buracos que causam acidentes em várias vias. 

Ele estava na rua em que mora no bairro Bairro Parati quando acordou de madrugada para levar a mãe ao médico. Foi aí que tudo começou. O comerciante usou as redes sociais para desabafar e com uma foto do pneu rasgado e o valor do prejuízo, não se fez de rogado. 

“Antes de tudo quero deixar bem claro, que não sou coligado a nenhum partido, e não tenho vinculo algum com política sou apenas um comerciante trabalhador que mantém todos seus impostos em dia, portanto essa postagem não tem cunho algum político, e sim um desabafo de um trabalhador que acorda de madrugada para levar a mãe ao médico e no meio do caminho se depara com esse enorme transtorno causado, onde em menos de duas semanas tive dois pneus cortados em buracos da nossa cidade que o Sr. Prefeito de Merda, não tem competência para conseguir resolver o problema, o segundo pneu teve perda total, e como se tratava de um pneu que foi comprado a menos de 2 meses o prejuízo foi grande. Por conta de todo esse transtorno e prejuízo estou aqui desabafando de uma forma talvez até meio radical, mas acontece que todos temos um limite e o meu se esgotou”, indignou-se. 

O comerciante ainda deixou claro que não tem esperança que algo mude, mas ainda assim, quer alertar para as eleições que se aproximam. “Sei que nada vai mudar com essa postagem, mesmo assim espero que em outubro todos tenham consciência do caos que se encontra a cidade de Campo Grande-MS e faça a melhor escolha, caso contrário só lamento por nós campo-grandenses que trabalhamos e pagamos nossos impostos em dia”, declarou. 

Na postagem, outro cidadão que teve prejuízo também reclamou. Luiz Eduardo Ramos inclusive convidou pessoas que tiverem interessadas em mover ação coletiva contra a prefeitura. “Aconteceu comigo também e não foi só um, rasgaram dois pneus do meu carro gerando uma despesa de R$ 3 mil. Lamentável, mas precisamos levantar uma galera que acontece a mesma coisa e ir ao ministério publico e entrar com uma ação coletiva e mostrar que não somos idiotas e estamos indo atrás dos nossos direitos, sei que não é fácil de ser ressarcido, mas não custa tentar”. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também