Câmara recebe quatro novos vereadores com dança das cadeiras pós-eleição

A Câmara de Campo Grande receberá quatro novos vereadores em 2015. Eles chegam à Casa após a eleição de 2014, quando vereadores conseguiram cargo maior. Esta dança das cadeiras garantirá cargo a dois novatos e dois vereadores que não conseguiram se reeleger em 2012.

Alex do PT e Loester Nunes (PMDB) não conseguiram votos suficientes para a reeleição, mas voltam à Câmara com o sucesso eleitoral de companheiros da coligação. Alex já ocupou o cargo quando Alcides Bernal (PP) estava na prefeitura. Ele chamou Thais Helena (PT) para a secretaria e garantiu a vaga ao petista. Porém, quando Bernal caiu, Alex também perdeu o cargo. Agora, ele assume na condição de titular, já que Zeca do PT foi eleito deputado federal.

Loester Nunes não está tão seguro quanto Alex. Ele chega ao cargo, mas como suplente, no lugar de Grazielle Machado (PR), eleita deputada estadual. Todavia, pode perder o posto se Dr. Jamal (PR) deixar a Secretaria de Saúde. Ele também ficou no cargo por alguns meses, quando Edil Albuquerque (PMDB) ficou como secretário, mas perdeu quando ele retornou à Câmara. Com a saída de Grazielle, Magali Picarelli (PMDB) fica como titular da vaga.

A eleição de 2014 também traz novidades para a Câmara. Dois suplentes assumem pela primeira vez o posto de vereador. José Chadid (sem partido) assume o lugar de Rose Modesto (PSDB) e Francisco Saci (PRTB) ficará no lugar de Elizeu Dionízio (SD), que vai renunciar ao mandato para assumir a vaga de deputado federal, a ser deixada por Márcio Monteiro (PSDB), que será secretário de Fazenda de Reinaldo Azambuja (PSDB).

José Chadid está sem partido porque foi expulso pelo PSDB. Ele saiu do partido porque desobedeceu a ordem de abandonar a gestão de Alcides Bernal, onde era secretário de Educação. Agora, ele tenta voltar ao partido para evitar uma briga judicial pelo mandato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também