Câmara pretende recorrer de decisão do TJ

O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), foi, nesta manhã de terça-feira (27), até a Câmara Municipal, alegando 'buscar paz com a Casa de Leis'. Porém, no local, teve uma péssima surpresa, ao saber que os vereadores devem recorrer e tentar tirá-lo do cargo novamente, em ação que o prefeito chama de 'enfrentamento'. A declaração foi dita por Bernal, após ele descobrir que a Câmara deve recorrer da decisão do TJ (Tribunal de Justiça), que o colocou novamente à frente da Prefeitura da Capital.

 "Venho até aqui estabelecer uma democracia e fico sabendo que vai ver um enfrentamento? Eu quero é propor paz vim para demonstrar a importância da Câmara, não é justo que a população sofra de novo com o mesmo caso", disse o prefeito.

O atual presidente da Câmara Municipal, Flávio César (PTdoB), disse a Casa de Leis vai recorrer da decisão do TJ. "A Câmara vai recorrer da decisão, temos todos os requisitos a Justiça e a Procuradoria da casa já foi acionada, onde estão estudando como recorrer", afirmou, em coletiva de imprensa. 

Mesmo tentando recorrer da decisão do Tribunal de Justiça, Flávio disse que independente de qualquer assunto, a Casa de Leis está de braços abertos para recepcionar o prefeito  que deve se reunir com os vereadores ainda nesta manhã na Câmara.

"Queremos ver a cidade em desenvolvimento, queremos ajudar Campo Grande a se desenvolver", ponderou.

Assim que chegou à Câmara Municipal para conversar com os vereadores, o prefeito Alcides Bernal, do PP, foi questionado sobre o assunto, mas antes de responder, Paulo Pedra (PDT), interferiu dizendo que a Câmara não deveria recorrer sobre o caso. Bernal apenas lamentou o fato e afirmou que veio em missão de paz. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também