Blitz da Agetran e Guarda ainda surpreende infratores no trânsito

Realizadas de forma ostensiva há mais de um mês, as blitze continuam surpreendendo os infratores no trânsito de Campo Grande. Na tarde de hoje, a Guarda Municipal e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) apreenderam diversos veículos com a documentação em atraso e até flagraram motoristas sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Realizada desde o início da tarde na Avenida Interlagos, em frente ao Rádio Clube Campo, a operação contou com a participação agentes de trânsito e dois guardas municipais. Logo nos primeiros minutos, eles apreenderam quatro veículos e duas motocicletas com a documentação irregular, como atraso no pagamento do licenciamento.

Segundo o supervisor da Agetran, Daniel Cabanha, o objetivo não é arrecadar, mas coibir o número deacidentes no trânsito. O foco da fiscalização é retirar motoristas sem CNH e veículos irregulares. “Estamos pensando no coletivo, na segurança da população”, frisou.

Flagrada sem a CNH, a auxiliar de cozinha Cristina Lúcia, 33 anos, ficou revoltada com a fiscalização. Ela ficou sem a motocicleta Biz porque estava com o documento atrasado há dois meses. Lúcia culpou a crise pelo transtorno. Ela explicou que a situação está muito difícil e priorizou o essencial para a família, como a compra de alimentos.

“Com tanto bandido para prender, eles ficam impedindo as pessoas de trabalhar”, lamentou-se a mulher, que estava voltando do serviço quando caiu na blitz.

Já a auxiliar de serviços gerais Sueli de Alencar, não tinha a carteira de motorista. Ela foi obrigada a arrumar um condutor habilitado para retirar a moto. Apesar de concordar que está errada, Sueli contou que teve dificuldades para obter a habilitação. Ela reprovou, e não retomou o processo de formação na auto-escola porque custa muito caro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também