Bernal é a Dilma de Campo Grande

O presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB), comparou o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) à cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), em março de 2014. "Agora se repete o mesmo rito, a mesma tramitação está acontecendo em nível nacional. Infelizmente o chefe do Executivo cometeu um crime de responsabilidade e uma das atribuições do Poder Legislativo é atuar fortemente. O Congresso está agindo da mesma maneira que a Câmara de Vereadores agiu".

Luz para Bernal – Os empresários do Indubrasil fizeram várias reclamações ao prefeito. Uma delas era sobre a iluminação pública da região, ao que Bernal respondeu: "vou mandar trocar todas as lâmpadas". Logo ele foi corrigido por um empresário: "Prefeito, o senhor não entendeu. Não tem lâmpada, não tem poste. É só escuridão".

Dieta do Executivo – Durante reunião com empresários do Indubrasil, ontem pela manhã, o prefeito ressaltou que governar a cidade não é fácil. "É uma pressão constante, demandas infinitas e recursos escassos", disse aos presentes, ressaltando que tinha 106 quilos quando assumiu a Prefeitura e hoje pesa 94. Um dos motivos de tanta pressão seria, segundo ele, é "uma Câmara Municipal que não representa o povo".

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também