Bernal atrasa de propósito, recapeamento de vias em Campo Grande

Apesar das ruas esburacadas e os baixos investimentos na recuperação de vias, a prefeitura de Campo Grande ainda resiste em aceitar o auxílio do governo do Estado. Quase quatro meses depois de reunião entre o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito Alcides Bernal  (PP), a administração municipal ainda não repassou o cronograma de vias disponíveis para receber o serviço.

De acordo com o secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, as obras só dependem do aval do município para saírem do papel. “Vamos executar as obras com recursos próprios, mas a prefeitura não indica os lugares para darmos início aos trâmites”, explica. 

No início do ano, o governador chegou a sugerir o recapeamento de duas vias da Capital: a Bandeirantes e a Cônsul Assaf Trad. As duas fazem parte das que possuem projetos de recapeamento por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade, cujo valor total de R$ 180 milhões foi aprovado em setembro de 2011 e liberado para financiamento em 2014. Nenhuma das duas obras ainda foram executadas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também