As eleições municipais, mais que antes, sofrerão a influência da internet

MENOS… Pior a emenda que o soneto. Ao retirar o projeto  concedendo ‘Bolsa CNH  a ex-presidiários’, o deputado cabo Almi reconheceu o tamanho do seu equívoco. Na internet as críticas foram massacrantes. A lição vale como experiência.

A PROPÓSITO Ainda recentemente clicamos na tecla que fala da necessidade dos parlamentares se servirem de assessoria  antenada com a lei e com a opinião pública. É o velho adágio: nem tudo que é legal merece levar o carimbo da moralidade.

ESTIGMA  Começou com na Constituição, passando pelo Congresso, Assembleias e Câmaras. Todos os dias deparamos com dispositivos e leis escabrosas, de encomenda, incoerentes na aplicabilidade. Nossos legisladores precisam ouvir o povo! 

DILEMA  Será que os nomes do PT ventilados para disputar a eleição na capital serão capazes de superar o estigma do partido, notadamente com os últimos escândalos? E não se pode esquecer: a população conservadora da capital anda ressabiada.

FATORES  que influenciarão no pleito: o desempenho de Olarte, a definição partidária de Marcos Trad, a estratégia de Rose, o cenário nacional e a candidatura do PMDB. As pesquisas mostram que o campo está aberto, mas perigosamente ‘minado’.

AS ELEIÇÕES  municipais, mais que antes, sofrerão a influência da internet. Imagine as futuras batalhas nas redes sociais. Haja sabão! Após as manifestações contra Dilma, percebe-se uma cumplicidade muito próxima entre os internautas e as ruas.

EXPECTATIVA Quem seriam os figurões que poderiam estar na suposta lista de mensaleiros da Enersul a partir de 2010? Claro, nestas horas vale a imaginação dos maldosos de plantão. Mas porque ignorar o que houve antes desta data?
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também