Após saída de Luiz Pedro, Lauro Davi é escolha do PROS

Depois de serem surpreendidas pela desistência da candidatura de Luiz Pedro Guimarães, lideranças do PROS se apressaram para definir um substituto para o novo concorrente à prefeitura de Campo Grande. Agora, o ex-deputado estadual e ex-presidente da Cassems, Lauro Davi, passa a ser o candidato da sigla.

A escolha estava incerta até a tarde desta quinta-feira (25), mas Davi afirma que aceitou o desafio pois acredita poder apresentar um bom plano para a Capital, baseados em anos de experiência em gestão pública.  “Vínhamos acompanhando o movimento do PROS e, após a desistência do candidato, a executiva e eu chegamos à conclusão que eu poderia conseguir, e também dar um ânimo para os vereadores”, disse.

A maior dificuldade, ressalta, é não ter a popularidade como candidato como o restante dos concorrentes, já que seu nome não era cogitado nas eleições de 2016. O candidato disse que suas propostas políticas seguem a linha do partido, mas que sua vivência inevitavelmente cede para o âmbito da saúde, tema o qual sempre esteve envolvido. 

“Vamos ter que fazer essa campanha em 30 dias e não estava na mídia como pré-candidato. O que nos resta é aproveitar o tempo de TV para a campanha, para que eu e a (vice-candidata Pastora) Márcia Mega mostremos nossa ‘cara’ e propostas”, avalia. 

O presidente municipal do PROS, Abrahão Malulei Neto, que era um dos nomes cogitados para substituir Luiz Pedro, disse que a escolha por Lauro Davi foi ‘a mais sábia', mas conta que, a princípio, o candidato hesitou a responder ‘sim’ à proposta. “Ele reúne condições políticas, morais e éticas, teve uma gestão exemplar na Cassems e na Assembleia Legislativa. Meu nome estava em disposição, mas abdiquei”, disse. 

Surpresa

Malulei conta que foi surpreendido pela saída de Luiz Pedro e que até então não entendeu os motivos por trás de sua desistência. “Foi uma surpresa. Não tivemos ainda nem chance de conversar, estávamos preparados para uma coisa, ele dizia ter condições financeiras, o que foi um dos motivos que o levou a ser candidato, estava tudo certo. Mas, para mim, ele ainda não explicou os motivos da saída e deixou a gente nessa situação ‘embaraçada’”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também