118 políticos entram para lista de ficha-sujas em MS

O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul divulgou lista com 119 políticos de Mato Grosso do Sul que estão inelegíveis nas eleições deste ano por terem tido as contas rejeitadas quando estavam ocupando cargos públicos e de ordenação de despesa.
 
Entre os nomes estão o ex-prefeito de Porto Murtinho e presidente da fundação de Turismo do Estado, Nelson Cintra; o ex-prefeito de Aquidauana Fauzi Suleiman, o ex-prefeito de coxim e ex-vice-governador de Mato Grosso do Sul Moacir Kohl; o ex-secretário de Cultura de Mato Grosso do Sul e ex-vereador Silvio Nucci; a ex-prefeita de Nioaque Ilca Corral Mendes Domingos; o ex-vereador de Dourados Carlinhos Cantor e o ex-prefeito de Sidrolândia Daltro Fiuza.
 
O TCE também divulgou a lista de 21 gestores que tiveram pareceres contrários prévios e para serem considerados inelegíveis faltam os pareceres serem aprovados pelas Câmaras Municipais de cada município. Na lista está a deputada estadual Mara Caseiro (PSDB), que pode ficar inelegível caso a Câmara de Eldorado aprove.  
 
O Tribunal de Contas do Estado esclarece que não cabe a Corte de Contas a tarefa de declarar a inelegibilidade dos gestores que figuram na relação encaminhada, sendo a matéria afeta à competência da Justiça Eleitoral, conforme dispõe a Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990, em seu artigo 2º.
 
O TCE-MS informa que apesar do total de registros de processos com contas rejeitadas, alguns órgãos e nomes de seus respectivos gestores aparecem mais de uma vez, cujos ordenadores de despesas tiveram suas contas consideradas irregulares. 
 
Confira a lista completa aqui. http://www.tce.ms.gov.br/portal/admin/uploads/1582.pdf

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também