Afinal, o que é política?

“Odeio política”, quem nunca ouviu essa frase? Talvez, você tenha sido uma das pessoas a proferir esta frase em algum momento da vida. Muitas pessoas não têm consciência de que a política não apenas influencia diretamente em nossas vidas, como também a vivenciamos a todo o momento. A política faz parte da nossa vida e dar a ela a devida atenção também é uma forma de cuidar de nós. Cuidar também do outro. Vamos falar sobre política?

Afinal, o que é política?
Política é a ciência que organiza os estados e nações, que regula assuntos relacionados à sociedade a qual estamos inseridos para oferecer condições que atendam a necessidade em prol de todos. Nesse sentido, elegem-se líderes que possam conduzir, de maneira eficaz, esses processos, que são os nossos governantes. Pode ser também os síndicos do condomínio que vivemos, líderes comunitários, representantes estudantis, dentre outras lideranças que assumam responsabilidades ligadas ao bem comum.

A política está presente em tudo o que fazemos. Desde a água que chega às nossas casas –  pois se não fossem as políticas públicas, por exemplo, a água não chegaria até nós – até as verbas que são utilizadas para implementar novas práticas de consumo de água e luz, por exemplo.

Onde a política está presente em nosso cotidiano?
Para muita gente, a política só representa processos eleitorais. Mas, ela é muito mais que isso. Política engloba muitas questões do nosso dia a dia, pois além de sermos regidos por políticas públicas, normas e leis, estamos também inseridos nas políticas educacionais, profissionais, sociais, assistenciais, entre outras. Estamos rodeados por ela. Se não houvesse a política, não teríamos direito e tampouco acesso à moradia, à educação, ao lazer, ao voto, entre outras tantas coisas que fazem parte do nosso cotidiano.

Quando escutamos alguém dizer que “odeia política” ou “não discute sobre política”, é porque não se sabe a dimensão que ela engloba. Muitas vezes essa recusa em falar ou participar de debates políticos são frutos de insatisfações ou por questões pontuais oriundas de governos que não favoreceram a sociedade como deveriam, que não ofereceram ações efetivas de desenvolvimento da população. Infelizmente, atitudes como essas faz com que muitas pessoas fiquem alheias nos períodos eleitorais.

Política e eleições no Brasil
Mesmo em período de eleições, é possível encontrar muitos brasileiros alheios ao processo de escolha de representantes e ao exercício da cidadania. Muitos rejeitam o direito de escolher e de votar, muitos dizem ainda que políticos não prestam e que são todos iguais. Mas se você tem o poder do voto, por que não fazer valer seu direito e escolher aquele que melhor lhe representa?

É preciso entender que um candidato, ao ser eleito, é fruto de um voto conjunto de toda uma população e que você, ao decidir negar o seu direito ao voto, está desperdiçando a chance de fazer valer a sua escolha.

Se negar a votar significa se recusar a eleger um candidato que realmente represente os anseios que você acreditar ser importantes para a sociedade, um candidato que busque melhorias que favoreçam não só você, como sua família, sua comunidade, seu estado e, principalmente, o seu país. Se negar a votar significa ser negligente com quem te cerca, com as pessoas que são importantes para você, com toda a sociedade.

Como ser mais participativo e proativo durante as eleições?
Por que ao invés de desligar a TV no horário eleitoral, ou mudar de canal na hora do debate, você não se dá a oportunidade de ouvir o que os candidatos ao governo têm a dizer? Esta pode ser uma ótima oportunidade para avaliar propostas de governo, entender as políticas que cada candidato pretende implementar em sua cidade, estado ou até mesmo em nosso país.

Busque entender quais são os projetos de cada um, no sentido de oferecer qualidade de vida e desenvolvimento à população. Avalie as propostas, identifique o candidato que melhor se encaixe dentro do que você busca de melhoria para a vida da população como um todo e, principalmente, certifique-se de que seja um candidato que efetivamente cumpra com suas propostas de melhoria.

Cada ano eleitoral é uma ótima oportunidade para refletir o quão importante sua escolha é para você e para a sociedade. Mas, lembre-se que a política vai além do voto e eleições. Ela acontece todos os dias.

Voto não é apenas uma obrigação, é um direito seu, um processo de decisão que contribui para boas práticas de gestão pública. Afinal, política é algo que você vive no dia a dia.

Seu voto tem sim importância! Sua participação em nossa política é e sempre será importante, relevante e necessária. Então por que não fazer valer seus direitos? O que te impede de ser presente neste processo constante e tão necessário para a nossa sociedade? Pense nisso!

Por IBC – Instituto Brasileiro de Coaching

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também