Dentro da noite vazia

06.07.2019

Foto: Reprodução

O cão continua a latir.
(o eco do eco...)
O som martela quebrando 
a noite em pedaços.
Longe,
Uma sirene revela que a vida 
e a morte seguem infrene.
Não existe silêncio na cidade.
Uma mulher chora
Um louco conversa com o poste
Um homem caminha só. 
O infinito segue seu curso
No mistério de suas histórias.
Nada para
Nada cessa
Nos quartos há gemidos. 
O amor e o ódio não dormem.
Nas camas perduram os 
Restos diurnos.
O tempo inerte nos abraça. 
Tudo fica imerso na sua própria sombra.
Esperando amanhecer para fazer 
fumegar a terrível máquina que nos tritura. 

Fonte: Dante Filho

Dante Filho

Jornalista e escritor. Atuo há 38 anos na imprensa sul-mato-grossense. Já fui assessor de imprensa do Governo do Estado e do Senado Federal. Escrevo ensaios, contos e poemas. Publiquei livros. Fui repórter e editor de jornais. Gosto de polêmicas. Liberdade de opinião e de expressão é minha missão. Acredito que jornalismo é análise e questionamento de todo e qualquer poder. O resto é secos & molhados.

VOltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: